Como a tecnologia pode ajudar a gestão de custos industriais?

Publicado em 9 de junho de 2022
Share on whatsapp
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin

Cada vez mais presente em tudo que fazemos, a tecnologia tem se tornado fundamental desde tarefas simples, como pedir uma refeição, até tarefas mais complexas, como fazer um financiamento no banco. No setor industrial, não é diferente. Além de auxiliar na digitalização e automação dos processos, a tecnologia também contribui para a gestão de custos industriais.

Confira como alcançar melhorias para a sua fábrica e viabilizar o crescimento do seu negócio com a ajuda da tecnologia!

O que é gestão de custos industriais?
Custos industriais são todos os gastos diretamente ligados ao processo produtivo que levam a “atividade fim”. A gestão de custos industriais consiste em uma série de ações e controles que buscam otimizar o uso dos recursos de produção (financeiros, materiais e humanos) para garantir mais lucratividade ao negócio.

Uma boa gestão de custos industriais é essencial para que o gestor tenha um panorama confiável da cadeia produtiva, podendo a partir disso, identificar oportunidades, desperdícios e criar ações de melhoria que aumentem a produtividade da fábrica, diminuam os custos e consequentemente a torne mais competitiva.

Principais vantagens de uma boa gestão de custos na indústria:

  • Informações para gestão estratégica;
  • Confiabilidade na precificação dos produtos;
  • Redução de riscos do negócio;
  • Aumento da produtividade;
  • Aumento de competitividade.

Abaixo seguem os tipos de custos industriais:

Custos diretos: São os custos que estão diretamente ligados a um produto.
Exemplos: mão de obra direta; encargos trabalhistas, insumos, entre outros.

Custos indiretos: São os custos que demandam rateio porque não podem ser relacionados a um produto ou serviço individualmente, mas são necessários para a sua realização.
Exemplos: Energia elétrica, internet, seguro, depreciação de máquinas e equipamentos etc.; Insumos utilizados na fábrica: lixa, graxas e lubrificantes;

Custos fixos: São custos que se mantém fixos independente do volume de produção.
Exemplos: aluguel do chão de fábrica; limpeza; manutenção.

Custos variáveis: São custos ligados à produção e podem sofrer variações de um período para outro.

Para fazer uma gestão de custos eficiente na indústria, é preciso adotar boas práticas. Vejamos as principais abaixo:

FAÇA ANÁLISES ESTRATÉGICAS
A gestão dos custos industriais deve ser baseada em dados precisos para gerar bons resultados, pois especialmente no setor industrial, a margem costuma ser pequena. Sendo assim, não há espaço para erros, pois eles podem gerar grandes prejuízos.

Por meio de relatórios e análises, o gestor é capaz de encontrar padrões que indiquem problemas a serem resolvidos ou mesmo oportunidades de crescimento e desenvolvimento do negócio. O uso de dados e informações gerados pelos processos é essencial para um planejamento estratégico, pois os dados trazem uma visão confiável da realidade e garantem mais precisão na hora de tomar as decisões.

 

IMPLEMENTE CONTROLE DE PROCESSOS
O cotidiano de um chão de fábrica é dinâmico e envolve uma grande quantidade de processos. Empresas que não tem processos devidamente controlados e monitorados perdem muitos dados que poderiam indicar gargalos e desperdícios na produção e que impactam diretamente nos custos industriais. Um processo digitalizado e bem estruturado oferece uma visão mais clara da situação e no apontamento das melhorias necessárias.

Exemplos de controles importantes:

  • Custo de entrada da matéria prima;
  • Apontamento de pausas na produção indicando as causas (ex. quebra de ferramenta, queda de energia elétrica etc. que pode expor alguma deficiência);
  • Tempo previsto X realizado para cada operação;
  • Produtividade de cada funcionário;
  • Indicadores de produtividade x atrasos;
  • Gestão das ordens de produção.

 

USE FERRAMENTAS PARA GESTÃO DE DADOS
Com uso das tecnologias voltadas a indústria é possível automatizar boa parte das tarefas operacionais e repetitivas. Os softwares podem ser utilizados para:

  • Planejar compras e produção via MRP;
  • Controlar o fluxo de trabalho;
  • Monitorar o andamento das operações;
  • Gerir as prioridades para não gerar gargalo na produção;
  • Agrupar as Ordens de produção semelhantes ou do mesmo item para aproveitar o setup e reduzir o tempo de fabricação;
  • Analisar o previsto X realizado;
  • Controlar o estoque de materiais e os produtos finalizados;
  • Gerar uma base de informações estratégicas (BI).

 

É fundamental utilizar a tecnologia para auxiliar nesse momento. Entre as principais vantagens que ela oferece, vamos destacar algumas mais relevantes a seguir.

AGILIDADE NA PRODUÇÃO E NA TOMADA DE DECISÃO
Um software automatiza processos e gera informações que podem ser monitoradas em tempo real. Com isso, qualquer desvio no curso das atividades é rapidamente percebido e uma ação corretiva pode ser executada imediatamente. Além disso, a base de dados gerada diariamente acumula informações continuamente atualizadas, que garantem mais confiança e fidelidade à situação real. Para a gestão, essa é uma fonte muito valiosa de conhecimento acerca do negócio e auxilia na tomada de decisões mais rápidas e precisas.

 

CENTRALIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES
Obter dados a respeito de cada um dos processos, mas não conseguir acessá-los de forma fácil e prática é um verdadeiro desperdícios de recursos. Um sistema de gestão criado com base no setor industrial, está preparado para captar as informações de diferentes setores da empresa e integrá-las de forma prática e intuitiva para que a empresa trabalhe com sinergia e confiabilidade. Isso permite uma visibilidade mais completa e diversificada das informações do negócio. Um mesmo indicador pode ser observado de diferentes pontos de vista, agregando um valor inestimável à estratégia da empresa.

Como vimos, a gestão de custos industriais é facilitada por meio do uso da tecnologia. Sem ela algumas ações se tornam inviáveis e os responsáveis por cada setor produtivo teriam muita dificuldade em manter a gestão sob controle.

Quer aprender mais sobre gestão industrial? Assine nossa newsletter e receba os conteúdos do seu interesse diretamente em seu e-mail!

Gostou deste conteúdo? Assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo!

Nossas últimas atualizações

Parâmetros novos: Importante: para utilização deste processo, é necessário o acompanhamento e treinamento de um consultor. Consultar a disponibilidade desta funcionalidade em sua versão. NFCeEnvioAssunto:

Veja mais
Open chat